sábado, 15 de maio de 2021

17 músicas com significados fortes

Há muitas músicas quais possuem um certo significado para cada um de nós. Uma música que te faz refletir, uma mensagem de incentivo que vem com a música, algo que possua um momento parecido com o que você viveu ou está vivendo ou lembrança de alguém especial, esses e outros fatores contribuem para que tenha um significado.

Há também aquelas músicas que te fazem refletir sobre o mundo a fora e algumas realidades presentes a quais não damos devida atenção. Algumas músicas baseadas em experiências dos próprios cantores que os inspiraram a escrever as músicas e mandarmos uma mensagem de reflexão, serão essas listadas. 


Small Bump - Ed Sheeran


Essa é uma das músicas menos conhecidas do cantor, mas que carrega uma história bem triste. Está presente no álbum "Plus (+)" lançado em 2011.

A música conta a história do ponto de vista de uma gestante de cinco meses que espera ansiosamente a chegada de seu bebê, qual recebe o carinhoso apelido de Small Bump, ou traduzido pequena saliência. Mas em determinado ponto, ela sofre um aborto espontâneo a deixando desolada.

Ed Sheeran se baseou na história de uma amiga próxima qual sofreu dessa desagradável surpresa e recebeu o apoio do cantor desde o início da gravidez, até a chegada da fatídica perda.


Daniel - Elton John


Eu acredito que todos vocês leitores conheçam essa música do pianista Elton John, que a primeira vista parece uma música calma comum, mas há uma história e um significado que fez parte da história do mundo. A música pertence ao álbum "Don't Shoot Me I'm Only The Piano Player" lançado em 1973.

Daniel conta a história do ponto de vista do irmão mais novo de um soldado, nomeado Daniel, que volta da guerra ferido e cego. Com o trauma da guerra, Daniel decide se mudar para Espanha e viver de forma isolada. O irmão mais novo, que conta a história da música, espera que ele reconsidere voltar para seu país de origem, onde foi condecorado com herói pela sua nação.

O compositor e amigo de John, Bernie Taupin, queria retratar os horrores causados pela Guerra do Vietnã, qual terminou dois anos após o lançamento do album com uma derrota marcante para os Estados Unidos.


Lay me down - Sam Smith


Quem acompanha Sam Smith, sabe que ele é um homem que possui uma fé inspiradora e muito forte, ele deixa muito explícito em suas músicas principalmente, em "Lay Me Down" não seria diferente. A música está presente no álbum "In The Lonely Hour" de 2014 e em "In The Lonely Hour (Drowning Shadows Edition)" de 2015.

A letra em si mostra que houve a perda de alguém importante na vida do eu lírico, o que dá a entender que está ocorrendo o luto. Mas o que faz essa música entrar nessa lista é o clipe, que mostra um enterro ocorrendo e a cada avanço se revela flashbacks de um casamento, dando a pista de que o enterro é do marido do eu lírico da canção.

Sam Smith queria retratar uma causa que vem tentando se conquistar a muito tempo pela comunidade LGBT+, que seria o casamento homoafetivo nas igrejas. E isso já me dá motivos grandes para colocá-la nessa lista.


O Children - Nick Cave & The Bad Seeds


Se você assistiu Harry Potter com certeza lembra daquela cena bonitinha do Harry e da Mione dançando em Relíquias da Morte, pois é, é aquela musica mesmo que eles dançam pra lembrar dos tempos em que eram felizes e a vida era mais fácil, simbolizando que os tempos de criança se afastavam cada vez mais. O significado dessa música é bem mais pesada que vocês imaginam, mas possui suas semelhanças com esse filme da saga. "O'Children" está presente no álbum "Abattoir Blues/The Lyre of Orpheus" de 2004.

A música vem como um "pedido de desculpas" dos nazistas ás crianças que sofreram essa época graças aos adultos. O suposto trem mencionado na música seria uma mentira para convencer as crianças a se animarem, pois o trem os levará para um mundo imaginário onde serão felizes, quando na verdade estarão levando-as para o campo de concentração. 


Sober - P!nk

A música é uma das menos conhecidas da cantora, mesmo com uma boa produção e uma letra impactante. Foi lançada no álbum "Funhouse" de 2008.

A música começa com a cantora expressando o tipo de pessoa que ela não queria mais ser, não se identificava mais com aquilo. No clipe podemos ver que há duas versões da cantora, uma que está sempre em festas e ficando chapada de várias formas, mas no final das festas se sentindo em completo vazio. Já sua outra versão seria ela como uma mulher mais séria e que não vê a adrenalina de estar em festas e se ludibriar com bebidas e drogas, observando a ruína de sua outra versão. A música é uma forma da cantora expressar que quer mudança e encontrar a si mesma.

Sinceramente, na minha opinião de fã, ela teve uma evolução maravilhosa, se compararmos a P!nk no começo de sua carreira com a P!nk de agora, parece que ela foi trocada. Se tornou uma mulher admirável.


Demons - Imagine Dragons


Essa é uma música até que bem repercutida, e também com uma metáfora forte e uma bela homenagem. A música está presente do álbum "Night Visions" de 2012.

A música nos traz consigo um clipe que condiz com o título e a própria letra. A banda está a se apresentar em um show, e no decorrer a câmera nós aponta para pessoas aleatórias no auditório e em seguida as colocando em situações conflitantes, situações essas seriam os demônios de cada um. A metáfora que se dá está presente em toda a música, mas a que mais chama a atenção é quando "olhe em meus olhos, são onde meus demônios se escondem" pois os olhos são a janela da alma, achei essa sacada genial.

Silence - Marshmello & Khalid


Acho que essa foi uma ótima colaboração, já que a música trouxe um remix mais harmonioso e leve juntamente com a voz profunda do Khalid, achei demais. A música está no álbum que carrega o mesmo nome da música lançado em 2017.

A música fala nada mais nada menos sobre se sentir deslocado, perdido e solitário mesmo estando rodeado de pessoas e aguentar tudo em silêncio. São utilizadas muitas expressões fortes como "prefiro ser amante do que lutador, já que venho lutando a vida toda", senti realmente um peso nas palavras.


Under Pressure - Queen & David Bowie


Bom, esse e um dos clássicos da banda Queen e do David Bowie, são escutadas até hoje por muitos fãs dos artistas. A música está nos álbuns "Hot Space" de 1982 da banda e em "Outside" de 1995 do Bowie.

A música faz uma crítica sobre a sociedade no geral, com diversas realidades e a esperança de uma melhora nessa sociedade sem amor ao próximo.

Mirror - Lil Wayne & Bruno Mars


Para ser sincera, essa música me veio como um baita de um tapa na cara, mesmo que a música soe como um desabafo do cantor Lil Wayne, me identifiquei em algumas partes. A música está no álbum "No Equal, Vol 2" de 2012.

A música vem com a reflexão de que em todas as nossas vitórias, derrotas, erros e  acertos será nós e nosso reflexo e debate (Arrepiada estou).


The village - Wrabel

Essa música é uma das mais significativas para a comunidade LGBT+ e se tornou um hino de uma de siglas. A música se faz presente no álbum "One Nite Only" de 2019.

A música vem como uma mensagem de aceitação para as pessoas transgênero, e com ela alguns pontos cruciais da triste realidade que é se assumir para seus familiares que não conseguem compreender quem você realmente é. E com isso vem a mensagem "não há nada de errado com você".

Ela também vem como uma metáfora, a vila seria a sociedade ou até mesmo o ambiente familiar de pessoas transgênero. Ou seja, não nada de errado com você, e sim com a vila.


Another Brick in the Wall - Pink Floyd


Essa música dispensa comentários, simplesmente um clássico do rock. Está no álbum "The Wall" de 1979.

Essa música vem com uma forte crítica aos institutos de ensino, que alienam os alunos para que se encaixem na sociedade como sistema quer que se encaixem.

Sempre que eu escuto essa música imagino uma revolução onde acabam com o sistema repetitivo de ensino.


I started a Joke - Bee Gees


O grupo de irmãos, nomeados Bee Gees, possui ótimas músicas. Agora essa meus amigos, tocou no fundo da minha alma. A música está no álbum "Idea" de 1968.

Essa música até parece ser uma balada romântica como o grupo está acostumado a cantar, mas dessa vez a balada retrata a solidão, isso fica mais perceptível na frase em que diz "eu comecei a chorar, enquanto o resto do mundo sorria", como se ele fosse algum tipo de piada que não via e se torturava na calada da noite em pensamentos. Mas a parte punk mesmo está quando é cantado: "eu finalmente morri, enquanto o resto do mundo vivia", pra mim soou como se ele morresse por dentro.


Parents - YUNGBLUD


Essa é bem famosinha entre nós jovens e pode até parecer um protesto, mas na verdade é uma realidade que quase nenhum adulto vê. A música pertence ao álbum "Weird" de 2020, bem recente.

Dominic, ou YUNGBLUD, pôs na música partes pesadas de sua vida, desde o uso de medicamentos quando mais novo por conta de uma doença até a comprar uma arma aos 16 (sim, isso é permitido pela lei americanos) e nisso ele faz uma crítica ao sistema, juntamente a obsessão de alguns pais a querer seus filhos sejam aquilo que eles querem que seja, sem dar poder de escolha aos filhos. E aí entra aquela frase "está tudo bem, iremos sobreviver. Pois os pais nem sempre tem razão", o que querendo ou não é algo que poucos pais aceitam, já que pensam que por serem pais terão acesso a escolha da vida de seus filhos, quando a realidade é outra.


Chandelier - Sia

 
Essa música é quase impossível não se ter, ao menos, ouvido falar, é um dos maiores hits do ano. Faz parte do álbum "Voices" de 2014.

Para a maioria das pessoas é só mais uma música com uma letra aleatória que fez sucesso, na verdade não. A música veio com uma história, parecida com a de "Sober" da cantora P!nk, de uma garota festeira que acredita estar vivendo a vida aí máximo, mas na verdade está indo em rumo sua própria ruína. 

Vem com grandes doses de álcool no sangue e uma ressaca física e moral no dia seguinte, mas tudo acaba por se repetir, mostrando que a protagonista não aprendeu nada com o dia anterior.


More Than Words - Extreme


Essa foi uma das primeiras músicas acústicas que eu ouvi na vida e me apaixonei, me apaixonei mais ainda depois que cresci e procurei pela tradução. A música está no álbum "Extreme II: Pronograffitti" de 1990 (e eu adorei a criatividade pro nome do álbum assim como a arte).

A música fala basicamente de uma pessoa que está cansada de promessas que nunca foram cumpridas e palavras ao vento ditas pela pessoa amada. Então a pessoa coloca um basta e fala que se suas ações não coincidirem com o que seu par você dizendo, então não teria como isso funcionar.

Tem gente que não vê tanto peso assim na música, mas pensem comigo. O amor próprio é algo essencial e anda muito escasso, e relacionamentos vazios com promessas vazias é o que mais encontramos, então colocar o amor próprio acima de um relacionamento hoje em dia é difícil, porque quando estamos apaixonados queremos sempre o bem da pessoa que está com a gente e esquecemos de nós.

Então a mensagem é basicamente: não aceite relacionamentos, seja romântico ou não, que não te valorizem.

Blood//Water - Grandson


Essa música teve uma repercussão bem grande, e com ela uma crítica maior ainda. A música se apresenta no álbum "A Modern Tragedie Vol.1" de 2018.

O próprio cantor possui músicas que fazem muitas críticas interessantes (confesso que foi difícil escolher só uma), mas essa, assim como "Under Pressure", faz uma crítica com a sociedade em geral. Ele acorda assuntos como a corrupção, o desmatamento e morte excessiva e desnecessária de animais.

Uma das frases que carregam o peso da música é: "o preço da sua ganância serão seu filho e sua filha", dizendo que as ações dos humanos hoje, afetarão seus descendentes.


This Is America - Childish Gambino


Agora pra fechar com chave de ouro. Essa é uma música que até mesmo ganhou prêmios por sua letra e clipe (são merecidos). A música está no álbum que carrega o mesmo nome da música, lançado em 2018.

Faz uma crítica pesada sobre o racismo nos Estados Unidos. Nos apresenta a realidade de uma pessoa negra completamente desigual e desproporcional se comparar a de uma pessoa branca. O racismo é uma infeliz realidade que ainda tem muito o que ser combatida.

Então é isso, se você conhecia algum desses significados ou dessas músicas deixa aí seu comentário e até mais.
icone do facebook Comentários
icone do blogger 0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário