sexta-feira, 22 de abril de 2016

#2 Let's talk about English!


Hello everyone! Como dito no #1 Let's talk about English! nesse post eu vou mostrar alguns dos meios que utilizei pra estudar inglês.

***

Logo no início, enquanto eu ainda estava na escola com as aulas chatas e monótonas que não saiam do verb to be, eu passei a pegar a maior quantidade apostilas que pude, eram de todos os tipos, textos, atividades, partes de dicionários, artigos e tudo mais. A verdade é que eu não sabia o que significava a metade das coisas ali escritas, mas mesmo assim catei tudo o que pude e levei para casa.


Eu tinha dificuldade de entender as frases por conta de uma palavra ou outra que faziam uma confusão arretada na minha cabeça.

Decidi então, comprar um dicionário de Inglês/Português, o que me ajudou muito e me fez perceber que eu não sabia nada (ou quase nada).

Depois do período de estudo com auxílio do dicionário e das apostilas, percebi que havia a necessidade de praticar o speaking, o melhor meio era usar a Internet, mas, como eu ainda era moleque e não tinha computador parei com os estudos e decidi esperar até ganhar meu primeiro PC se não me engano foi em 2008.

A partir desse ponto conheci a Internet (ah Internet, tão linda e gentil...) e foi novamente um intensivo de letras de músicas, textos, vídeos e afins. Mas ainda não era suficiente pois praticar sozinho não era suficiente e eu não sabia como proceder.

Num belo dia de chuva eu assistindo um vídeo no Youtube (novidade?) ouvi falar de um site chamado Omegle, e de novo eu percebi minhas dificuldades (mas você não aprende nunca?). Então, para um jovem que decidiu ser autodidata sem apoio dos amigos/professores no início, claro que vai ser difícil. Eram pessoal de todas as partes do mundo, tive a chance de conversar com indianos, espanhóis, americanos, britânicos e aprender um pouco mais de escrita não formal e formal.

Saindo da zona de chat, passei a usar o smartphone para estudar.


Duolingo



Tive a chance de acompanhar esse App desde as primeiras versões (o que me deu um pouco de dor de cabeça), mas tudo que é bom pode ser melhorado!
Com esse App eu pude conhecer novas palavras e expressões, participar de turmas de estudos e começar a estudar outras línguas como francês, espanhol e italiano.
E além de ser "aluno" pude me tornar meio que um instrutor, pois chamei alguns amigos e conhecidos e comecei uma turma de estudos chamada BeStrong (participe você também!).

Web | Android | Apple





LingQ

LingQ tem suas limitações mas ainda sim é um bom aplicativo, nele é possível salvar palavras desconhecidas para ir praticando após cada atividade e você periodicamente recebe um email com suas palavras salvas.
O estudo com esse app é mais dinâmico pois há vários textos narrados, estilo podcast, onde você pode acompanhar cada frase e ouvir quantas vezes quiser até aprender a pronuncia correta.



 

English Listening 


É em parecido com o LingQ, porém eu achei os níveis mais interessantes e melhor divididos.
Segue o mesmo padrão estilo podcast, o melhor é que você pode baixar cada capítulo para ouvir offline (quanta lindeza!).
Após cada capítulo de conversação tem uma explicação das palavras e expressões, confesso que quanto mais uso, mais aprendo.






Google Translate



Você pode traduzir textos contidos em qualquer lugar com esse app usando a câmera do seu smartphone, tipo, WOOOOOW!
Sim, usar tradutor é de lei, mas não se pode ficar preso a ele o tempo inteiro.
Com o Google Translate você pode fazer rápidas traduções e ainda usá-lo para praticar, como?
Passe a usar o microfone para ditar o texto que você deseja traduzir e escute o texto digitado ou ditado para ver a pronuncia.





YouTube


Acho que nem preciso descrever, não é mesmo?
Mas ainda assim eu vou deixar uma lista de canais e playlists que acompanho que tem um bom conteúdo para autodidatas estudantes de inglês.

Web (precisava?)
Android (sério, precisava?)




- TeacherChrisBrazil (Esse é mito!)


Se você quer aprender, que seja sozinho ou em cursos, tenha força de vontade! Até o próximo post!
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário